sexta-feira, 29 de maio de 2009

Fernando Henrique Cardoso defende a descriminalização das drogas

Em Londres, Fernando Henrique defende descriminalização das drogas

o ex-presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso

Fernando Henrique defende mudança de paradigma em luta contra drogas

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defendeu, em entrevista ao jornal britânico The Guardian, a descriminalização das drogas como forma de reverter o fracasso da guerra contra entorpecentes em todo o mundo.

O ex-presidente esteve em Londres na quinta-feira para participar de um evento da Comissão Latino-Americana para Drogas e Democracia, co-presidida por ele e por outros líderes latino-americanos, como o ex-presidente da Colômbia César Gaviria.

A comissão foi criada em 1998 para levar uma visão latino-americana às discussões da ONU sobre a luta contra as drogas. Entre os integrantes da comissão também estão os escritores Mario Vargas Llosa e Paulo Coelho.

O ex-presidente afirmou ao diário britânico, um dos mais influentes do país, que é chegada a hora para uma "mudança de paradigma" no debate sobre as drogas.

"A guerra contra as drogas é baseada na corrupção. Como as pessoas podem acreditar na democracia se a regra da lei não funciona? Os usuários deveriam ter acesso a tratamento e não à prisão", disse Fernando Henrique.

Estados Unidos

Ainda segundo o ex-presidente, o ponto de partida para a mudança na abordagem do problema das drogas está nos Estados Unidos.

"Agora temos uma nova administração, que é muito mais aberta do que antes. E o clima está mudando pela primeira vez em muitos anos. Até nos Estados Unidos se reconhece que há um impasse. Obama já deixou claro que ideia da guerra contra drogas não funciona", disse o ex-presidente ao Guardian.

Na opinião de FHC, a guerra contra drogas "fracassou" apesar dos enormes esforços em lugares como as Colômbia.

"As áreas de plantio de coca não estão diminuindo", disse ele.

O ex-presidente ainda destacou o sucesso do Brasil em reduzir os casos de HIV/Aids, obtido, entre outros fatores, graças à promoção do uso do preservativos.

"Isto é um exemplo de como o comportamento das pessoas pode ser alterado pela educação em vez de repressão", afirmou.

fonte: BBC brasil

Nota: Já mostramos em um post anterior a importância das drogas para a Nova Ordem Mundial.

Uma sociedade drogada pode ser facilmente controlada, basta apenas que as autoridades tenham o controle do fornecimento das drogas, tudo muito fácil e legal.

Além disso as drogas estão entre as maiores fontes de enriquecimento ilícito, por enquanto.

Os argumentos apresentados são tão frouxos que chegam a ser ridículos. Primeiro os governos não combatem o tráfico com a devida força, muitas vezes são até coniventes, uma vez que a repressão não se faz de forma eficaz. Depois que o monstro está criado todos mostram-se surpresos, como se fosse algo inesperado.

E aí vem uma idéia estapafúrdia como essa. É a gota d'água!







,



Powered by ScribeFire.



quinta-feira, 28 de maio de 2009

A conspiração mundial

1978 paperback edition.Image via Wikipedia

O filósofo iluminista francês Voltaire escreveu que, para levar as massas a uma nova servidão, os illuminati deveriam mentir-lhes, como o próprio diabo, não timidamente, ou por um certo tempo, mas descaradamente e permanentemente.
Ele expunha aos seus companheiros illuministas:"Devemos fazer-lhes promessas levianas, e empregar frases extravagantes ... e poderemos fazer, a seguir, o contrário do que prometemos ... isto não terá consequências".

Reblog this post [with Zemanta]

sábado, 23 de maio de 2009

Será o micro chip de implante a marca da besta?

Microchip Studio Roosegaarde800x600Image by Daan Roosegaarde via Flickr

Domínio da Nova Ordem Mundial

Para completar o artigo "A MARCA DA BESTA ESTÁ MUITO PRÓXIMA", repasso a seguir algumas notícias, sobre o avanço da implantação dos cartões com chip obrigatórios na China e aqui no Brasil. E também uma notícia sobre o implante de chip no território Mexicano.
Antes das notícias abaixo, farei um breve comentário, sobre o provável futuro da sociedade, baseado nas notícias que temos presenciado na imprensa mundial.
Vai iniciar com estes cartões com chip, que serão obrigatórios, por agrupar vários documentos juntos num único documento de identificação, e os governos do mundo inteiro estão adotando. Motivos para tais medidas os governos terão de sobra, basta usar como desculpa a palavra "segurança", pois quem poderá alegar que realmente a sociedade não precisa de mais segurança para os seus cidadãos.
Depois num segundo estágio, virá o implante definitivo de chip sob a pele de cada cidadão, ou seja, seremos o gado da Nova Ordem Mundial, nos marcam e depois vigiam, tudo dentro da mais perfeita ordem e lei.
Quando os governos do mundo concluírem o estágio 1 de implantação dos cartões com chip de identificação para cada cidadão, então alegarão que também há falhas na segurança dos mesmos, dirão que para uma solução mais segura e definitiva, o implante de chip no corpo será realmente necessário.
Enquanto isto, vão divulgando o atual Verichip para implante no corpo, que é do tamanho de um grão de arroz, já vem sendo implantado em algumas milhares de pessoas do mundo inteiro, mas ainda num percentual baixo, para não causar muita polêmica e impacto na sociedade, pois querem implantar gradualmente, afim que se torne o método perfeito para o controle da população mundial.
Haverá uma campanha explicando os benefícios e as vantagens de se ter um chip implantado no corpo, como armazenamento de dados médicos, segurança pessoal contra seqüestros, já que o portador do Verichip através de satélites pode ser localizado em qualquer parte do mundo. Num primeiro momento, somente a classe mais rica da sociedade terá condições de adquirir, mas é desta forma, que a Nova Ordem Mundial quer que aconteça. Primeiro implantam na classe dominadora, depois vem a classe que será aos poucos totalmente dominada. Pois, para os "agentes" da Nova Ordem Mundial, não existe outras camadas sociais alternativas da população, "eles" só reconhecem duas camadas básicas, os que dominam e os dominados.
Os que dominam, não pedem, "eles" elaboram leis e ditam ordens que devem ser cumpridas.
Já os dominados, mais cedo ou mais tarde, terão que cumprir estas ordens, ou amargar as conseqüências.
Muito em breve, o conceito de liberdade pessoal que conhecemos, será só uma mera lembrança, pois seremos vigiados em todos os lugares possíveis, e o pior disso tudo, que será com o nosso consentimento. Porque se aprovarem leis para tal coisa, será com deputados legitimamente eleitos pelo povo. Tanto o cartão, como o implante do Verichip, mais as câmeras já espalhadas nas cidades e outras que ainda serão colocadas, tudo isto é com a aprovação dos que governam a nossa sociedade.
Há muito tempo os "agentes da besta", já controlam toda a liberdade do comércio mundial, pois todos os produtos são obrigados a ter o código de barras, que carrega toda a identificação do produto. Em breve tudo vai estar "marcado", e tudo será apenas um número nos computadores da Nova Ordem Mundial.
Ainda me lembro, quando há alguns anos atrás, neste mesmo site, eu alertava para implantes de chip e câmeras vigiando pessoas. Lembro que recebia vários e-mails em tom de ironia e deboche, dizendo que isto era loucura, coisas de ficção cientifica, previsões apocalípticas e etc..
Hoje tais coisas fazem parte da nossa realidade e para algumas pessoas tudo isto é muito normal. Infelizmente as pessoas muitas vezes "pagam para ver", e quase sempre o preço é muito alto.
A sociedade só vai se dar por conta da terrível perca da privacidade pessoal, quando quase tudo e todos, ficarem sob o domínio da Nova Ordem Mundial, e ver seus nomes transformados em simples números nos computadores do governo. Sim, chegará este tempo, e quando se der por conta, você e a sua família serão apenas números nos computadores, não haverá sequer nomes e sobrenomes, mas somente o seu número de identificação pessoal. Quando "eles" quiserem saber onde você se encontra, escreverão nos computadores:"monitore o n 5674367882, agora monitore o n 8345211591". Rapidamente o satélite é acionado, e sua localização é revelada.
Isto poderá ser evitado? Infelizmente, a "sede da sociedade" em querer se expandir e evoluir, vai acelerar este processo, são como pedras de um jogo de dominó, vão caindo uma a uma, e cada uma delas em seu determinado instante.
Hoje é dia 30 de agosto de 2003, se você a exemplo daqueles, que há alguns anos atrás acharam que implante de chip e câmeras vigiando pessoas era coisa de lunáticos, então imprima este texto e guarde, talvez esqueça-o perdido numa gaveta. Um dia ao acordar, perceberá que o mundo da maneira que você conhecia já não existe mais, pois tudo vai estar vigiado, a começar com a tua própria vida pessoal. Talvez receba um comunicado da empresa onde trabalha, dizendo que todos funcionários terão que implantar o chip no corpo, por causa das novas normas sociais e de segurança. Com certeza, vai lembrar de alguns textos que alertavam para tal coisa, vai lembrar do termo, "a Nova Ordem Mundial", e se for um cristão inteligente lembrará também do termo, "a Besta ", e vai relacionar com a Sagrada Bíblia, que diz:
“Conseguiu que todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos tivessem um sinal na mão direita e na fronte , e que ninguém pudesse comprar ou vender se não fosse marcado com o nome da fera ou com o numero do seu nome “ (Apocalipse 13, 16 e 17)

"Seguiu-os ainda um terceiro anjo, dizendo com grande voz: Se alguém adorar a besta, e a sua imagem, e receber o sinal na fronte, ou na mão, também o tal beberá do vinho da ira de Deus, que se acha preparado sem mistura, no cálice da sua ira; e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro. A fumaça do seu tormento sobe para todo o sempre; e não têm repouso nem de dia nem de noite os que adoram a besta e a sua imagem, nem aquele que recebe o sinal do seu nome" (Apocalipse 14: 9-11).

Mas claro, se achar isto tudo normal, que implante de chip faz parte do avanço tecnológico da humanidade, e não há com o que se preocupar, desconsidere mais este aviso. Só não vá dizer depois, quando tudo que se encontra descrito no Apocalipse se cumprir, que não foi avisado e não sabia.
Pode ser, que se você não estivesse tão mergulhado nas coisas do mundo, tivesse reservado um tempo de parar e refletir sobre os fatos, quando estes aconteciam ao seu redor, e quem sabe não usasse da sua inteligência, afim de montar este grande quebra-cabeça profético do Apocalipse, que diz:
"Aqui se requer sabedoria. Quem tiver inteligência, calcule o número da besta..." (Ap 13, 18)

Fonte: portalanjo.com

Abaixo algumas notícias

Cartão de Identidade com Chip vai limitar a liberdade na China

Por David W. Chen :: 16:34 19/08/2003

PEQUIM - Por pelo menos duas décadas, os cidadãos chineses foram definidos, julgados, e, em alguns casos, presos, através de sua carteira de identificação nacional de múltipla utilidade, um documento laminado do tamanho de uma carteira de motorista.

Mas a partir do ano que vem, eles estarão diante de algo novo e surpreendente em escala, um cartão eletrônico que guardará informações vitais de cada um dos 960 milhões de cidadãos elegíveis em chips que autoridades em qualquer lugar podem acessar.

Oficiais esperam que os avançados cartões ajudem a reprimir fraudes e falsificações, que afligem os atuais cartões, protegendo milhões de pessoas e poupando bilhões de dólares. Mas a imprecisão e a vastidão do projeto - que se espera que esteja completo em cinco ou seis anos - despertaram críticas de que a coleta de dados poderia ser usada para reprimir as divergências e invadir a privacidade.

O projeto vem em um momento em que a China se refaz teimosamente em uma máquina econômica mais eficiente alinhada aos padrões da Organização Mundial do Comércio. Mas a China também está se esforçando para rastrear uma população rural pobre e inquieta que continua a gravitar em torno das cidades. Como tais, oficiais estão apostando que os cartões podem ajudá-los a aliar dois interesses importantes, ainda que conflitantes: promover a liberalização econômica, enquanto monitoram seus cidadãos em uma sociedade cada vez mais fluida.

Tem havido pouca discussão pública ou novidades sobre os cartões, além das explicações entusiasmadas na imprensa oficial, que concluem que os cartões "protegerão os cidadãos" sob uma nova lei que proíbe que qualquer grupo ou indivíduo detenha ou pegue a carteira de identificação de qualquer pessoa.

Ainda assim muitos dos mais duros críticos da China, em casa e no exterior, estão céticos, objetando à concentração de tantas informações nas mãos do governo.

"Dado o histórico do governo chinês em proteger a privacidade de seus cidadãos e dada a prevalência da corrupção, como podemos estar seguros de que essas informações serão controladas apropriadamente?", disse Nicolas Becquelin, diretor de pesquisas no escritório de direitos humanos de Hong Kong, China. "É assustador o que o governo chinês está fazendo, porque não há nenhum contra-peso".

A carteira de identidade original, introduzida em 1985, contém dados pessoais como nacionalidade, data de nascimento, e um número de identificação de 18 dígitos. Também indica o registro domiciliar, ou hukou, que tem tradicionalmente prendido as pessoas a sua província natal.

Em junho, o mais alto corpo legislativo chinês, o Comitê Permanente do Congresso Nacional do Povo, aprovou a Lei Nacional de Identificação do Cidadão, aprovando os cartões. Eles devem ter um microchip que guardará dados pessoais, mas a superfície do cartão não conterá detalhes pessoais além daqueles que estão nas carteiras atuais. Os cartões devem ser testados no início do próximo ano, primeiro em Xangai, Shenzhen e Huzhou, uma cidade na Província de Zhejiang.

A agência responsável pelo programa, o Ministério de Segurança Pública, negou-se a responder perguntas escritas sobre detalhes. Mas em uma entrevista publicada em julho na "Cards Tech and Security", uma revista do Smart Card Forum da China, um grupo comercial, dois oficiais de Segurança Pública, Guo Xing e Liu Zhikui, disseram que as carteiras atuais eram muito fáceis de falsificar e não aproveitavam os avanços tecnológicos.

Eles também disseram que as novas carteiras, que apresentarão a imagem da Grande Muralha, não serão muito diferentes das antigas.

"A carteira de identificação e o número de identidade serão usados principalmente para verificar a identidade do habitante, garantir os direitos das pessoas, facilitar a organização de atividades pelas pessoas, e manter a lei e a ordem", disse Guo na entrevista.

O uso de cartões eletrônicos não é particularmente novo. Outros governos e companhias os distribuem. Hong Kong começou a circular seus próprios cartões de identidade eletrônicos em junho.

Como a proximidade dos Jogos Olímpicos em 2008, a China espera uma demanda crescente para vários cartões, inclusive cartões de trânsito, cartões de banco e cartões da seguridade social, disse Jafizwaty Haji Ishahak, um analista de Kuala Lumpur, Malásia, da Frost & Sullivan, uma companhia de consultoria. Os cartões de serviços sociais que devem ser introduzidos gradualmente devem ser capazes de rastrear todos os serviços do governo que um indivíduo recebe, de serviços de saúde a bem-estar.

"Se você quer viver na via rápida, você tem que lidar com tecnologia, mas você não pode ter liberdade total", disse Frank Xu, diretor executivo do Smart Card Forum da China, que é de Huzhou, uma das cidades-teste. "Tem que haver condições".

Mas os detratores dizem que a liberdade tem um significado muito diferente na China, um lugar onde os oficiais de segurança nunca tiveram receio de seguir ou usar espionagem em dissidentes, jornalistas ou estudantes.

Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/useg/nytimes/artigo/0,,1310847,00.html

Mexicanos já podem ter chip identificador

Terça-feira, 22 de julho de 2003

A Applied Digital Solutions lançou no final da semana passada no México seus chips para identificação pessoal que tanta polêmica causaram nos Estados Unidos.

O dispositivo, que se chama Verichip, é do tamanho de um grão de arroz e pode ser usado para a confirmação de dados pessoais ou armazenamento de dados médicos em pacientes crônicos - em caso de acidente, por exemplo, o paramédico pode saber imediatamente se a vítima é alérgica a algum medicamento ou substância -, mas a Applied acredita que seu produto possa ser muito útil também para pessoas "seqüestráveis".

No México, o Verichip será vendido inicialmente pela Solusat Medica, e vai ser usado para o acesso a informações como tipo sangüíneo, alergias conhecidas, medicamentos em uso atualmente, preferências alimentares e o nome e telefone do médico, entre outras coisas.

O implante, diz a Applied, é bem simples e requer apenas anestesia local. Cada Verichip vai custar cerca de 360 reais, com taxa anual de manutenção de 500 pesos mexicanos (uns 130 reais, mais ou menos).

Fonte: www.Info.abril.com.br

Previsão Confirmada:
Governo Lula Decide Implantar Documento Único de Identidade

************

Documento único no Brasil
Novo modelo, que inibe fraudes, substitui Identidade, CPF e título de eleitor


BRASÍLIA - O Ministério da Justiça vai lançar um ambicioso projeto de segurança financiado com recursos externos para modernizar as polícias civis dos estados e a Polícia Federal (PF). Orçado em US$ 2 bilhões, o projeto tem entre suas prioridades a criação de um banco de dados comum a todas às polícias e a criação de um documento único para o cidadão. O Governo da Alemanha já avisou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva que irá financiar a empreitada.

A criação do documento único, que substituiria a carteira de identidade, o CPF e o título de eleitor, seria, na avaliação do Governo federal, uma maneira de inibir fraudes, especialmente eleitorais. Lula já demonstrou preocupação com a vulnerabilidade do sistema de identificação do eleitor. O atual modelo não impede que terceiros votem no lugar do dono do título.

A implementação do documento é um dos desdobramentos do projeto idealizado pela PF no fim ano passado. Encampado pelo ministro da Justiça, Márcio Thomas Bastos, tem um prazo de execução de seis anos. Com a sigla provisória de Pnapol (Programa Nacional de Apoio ao Reaparelhamento e à Modernização das Instituições Policiais Brasileiras), a iniciativa federal segue os moldes do Sivam.

Recurso extra - A modernização das polícias no Brasil se tornou uma das prioridades do governo. Na viagem que fez à Alemanha, o presidente Lula tratou do tema com o primeiro-ministro alemão, Gerhard Schröder, que manifestou disposição em ajudar o Brasil a investir em segurança pública.

Oficialmente, a representação diplomática alemã trata o assunto com cautela. Confirma que as conversas sobre o assunto estão em andamento, mas não fala em valores do financiamento Do lado brasileiro, não há dúvida sobre o acordo. O Governo aproveitará os recursos para adquirir equipamentos e técnicas do país financiador.

Os US$ 2 bilhões previstos para o projeto representam um valor quase cinco vezes maior do que o orçamento da PF. No caso do Pnapol, a concepção ambiciosa prevê a informatização das polícias dos estados.

Brechas - Os brasileiros carregam no bolso uma lista de documentos que para a Polícia é uma brecha para fraudes. Hoje, uma pessoa pode tirar carteira de identidade em vários estados sem que as secretarias de Segurança tomem conhecimento. Também é comum denúncias de pessoas com mais de um CPF.
O título de eleitor, sem a foto do portador, é outra brecha para fraudes no país. O modelo de votação ainda cria um procedimento cuja vulnerabilidade é reconhecida até mesmo pelo Tribunal Superior Eleitoral, que defende uma mudança na identificação do eleitor.

Fonte: Diário da Manhã GO


Domínio da Nova Ordem Mundial
Para completar o artigo "A MARCA DA BESTA ESTÁ MUITO PRÓXIMA", repasso a seguir algumas notícias, sobre o avanço da implantação dos cartões com chip obrigatórios na China e aqui no Brasil. E também uma notícia sobre o implante de chip no território Mexicano.
Antes das notícias abaixo, farei um breve comentário, sobre o provável futuro da sociedade, baseado nas notícias que temos presenciado na imprensa mundial.
Vai iniciar com estes cartões com chip, que serão obrigatórios, por agrupar vários documentos juntos num único documento de identificação, e os governos do mundo inteiro estão adotando. Motivos para tais medidas os governos terão de sobra, basta usar como desculpa a palavra "segurança", pois quem poderá alegar que realmente a sociedade não precisa de mais segurança para os seus cidadãos.
Depois num segundo estágio, virá o implante definitivo de chip sob a pele de cada cidadão, ou seja, seremos o gado da Nova Ordem Mundial, nos marcam e depois vigiam, tudo dentro da mais perfeita ordem e lei.
Quando os governos do mundo concluírem o estágio 1 de implantação dos cartões com chip de identificação para cada cidadão, então alegarão que também há falhas na segurança dos mesmos, dirão que para uma solução mais segura e definitiva, o implante de chip no corpo será realmente necessário.
Enquanto isto, vão divulgando o atual Verichip para implante no corpo, que é do tamanho de um grão de arroz, já vem sendo implantado em algumas milhares de pessoas do mundo inteiro, mas ainda num percentual baixo, para não causar muita polêmica e impacto na sociedade, pois querem implantar gradualmente, afim que se torne o método perfeito para o controle da população mundial.
Haverá uma campanha explicando os benefícios e as vantagens de se ter um chip implantado no corpo, como armazenamento de dados médicos, segurança pessoal contra seqüestros, já que o portador do Verichip através de satélites pode ser localizado em qualquer parte do mundo. Num primeiro momento, somente a classe mais rica da sociedade terá condições de adquirir, mas é desta forma, que a Nova Ordem Mundial quer que aconteça. Primeiro implantam na classe dominadora, depois vem a classe que será aos poucos totalmente dominada. Pois, para os "agentes" da Nova Ordem Mundial, não existe outras camadas sociais alternativas da população, "eles" só reconhecem duas camadas básicas, os que dominam e os dominados.
Os que dominam, não pedem, "eles" elaboram leis e ditam ordens que devem ser cumpridas.
Já os dominados, mais cedo ou mais tarde, terão que cumprir estas ordens, ou amargar as conseqüências.
Muito em breve, o conceito de liberdade pessoal que conhecemos, será só uma mera lembrança, pois seremos vigiados em todos os lugares possíveis, e o pior disso tudo, que será com o nosso consentimento. Porque se aprovarem leis para tal coisa, será com deputados legitimamente eleitos pelo povo. Tanto o cartão, como o implante do Verichip, mais as câmeras já espalhadas nas cidades e outras que ainda serão colocadas, tudo isto é com a aprovação dos que governam a nossa sociedade.
Há muito tempo os "agentes da besta", já controlam toda a liberdade do comércio mundial, pois todos os produtos são obrigados a ter o código de barras, que carrega toda a identificação do produto. Em breve tudo vai estar "marcado", e tudo será apenas um número nos computadores da Nova Ordem Mundial.
Ainda me lembro, quando há alguns anos atrás, neste mesmo site, eu alertava para implantes de chip e câmeras vigiando pessoas. Lembro que recebia vários e-mails em tom de ironia e deboche, dizendo que isto era loucura, coisas de ficção cientifica, previsões apocalípticas e etc..
Hoje tais coisas fazem parte da nossa realidade e para algumas pessoas tudo isto é muito normal. Infelizmente as pessoas muitas vezes "pagam para ver", e quase sempre o preço é muito alto.
A sociedade só vai se dar por conta da terrível perda da privacidade pessoal, quando quase tudo e todos, ficarem sob o domínio da Nova Ordem Mundial, e ver seus nomes transformados em simples números nos computadores do governo. Sim, chegará este tempo, e quando se der por conta, você e a sua família serão apenas números nos computadores, não haverá sequer nomes e sobrenomes, mas somente o seu número de identificação pessoal. Quando "eles" quiserem saber onde você se encontra, escreverão nos computadores:"monitore o n 5674367882, agora monitore o n 8345211591". Rapidamente o satélite é acionado, e sua localização é revelada.
Isto poderá ser evitado? Infelizmente, a "sede da sociedade" em querer se expandir e evoluir, vai acelerar este processo, são como pedras de um jogo de dominó, vão caindo uma a uma, e cada uma delas em seu determinado instante.
Hoje é dia 30 de agosto de 2003, se você a exemplo daqueles, que há alguns anos atrás acharam que implante de chip e câmeras vigiando pessoas era coisa de lunáticos, então imprima este texto e guarde, talvez esqueça-o perdido numa gaveta. Um dia ao acordar, perceberá que o mundo da maneira que você conhecia já não existe mais, pois tudo vai estar vigiado, a começar com a tua própria vida pessoal. Talvez receba um comunicado da empresa onde trabalha, dizendo que todos funcionários terão que implantar o chip no corpo, por causa das novas normas sociais e de segurança. Com certeza, vai lembrar de alguns textos que alertavam para tal coisa, vai lembrar do termo, "a Nova Ordem Mundial", e se for um cristão inteligente lembrará também do termo, "a Besta ", e vai relacionar com a Sagrada Bíblia, que diz:
“Conseguiu que todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos tivessem um sinal na mão direita e na fronte , e que ninguém pudesse comprar ou vender se não fosse marcado com o nome da fera ou com o numero do seu nome “ (Apocalipse 13, 16 e 17)
fonte: fimdostempos.net

Nota: Essas notícias antigas só mostram que o plano é antigo e que está em pleno progresso, se essa realidade já estava prevista nessa época, hoje então falta muito pouco para que todo esse terrível seja finalmente posto em prática.





Reblog this post [with Zemanta]

sexta-feira, 22 de maio de 2009

O Brasil e a Nova Ordem Mundial

Por uma Nova Ordem MundialImage by Caetano J. via Flickr

O Brasil e a Nova Ordem Mundial.

Em recente visita a China o presidente Lula defendeu em artigo publicado no China Daily uma maior cooperação entre Brasil e China e disse que “há sinais de uma realidade nova, mais complexa e interessante tomando forma”.

Essa linguagem é típica dos líderes da Nova Ordem Mundial, que estão moldando a economia mundial e formando blocos econômicos para tornarem-se mais competitivos na economia globalizada.

Lula conclui o artigo dizendo que “nós precisamos estar totalmente cientes da responsabilidade compartilhada por Brasil e China para ajudar a trazer reformas fundamentais na governança global de que o mundo precisa com tanta urgência”.

Governança global é uma expressão usada pelos planejadores da Nova Ordem Mundial para a formação de alianças que possibilitem a solução de problemas internacionais de forma rápida e coordenada, no final das contas é apenas um eufemismo para a formação de um Governo Mundial.

Prosseguindo no seu discurso globalista Lula disse que uma Nova Ordem Internacional (Nova Ordem Mundial) mais justa não vai emergir espontaneamente e que “serão necessários esforços conjuntos e diálogo entre os países em desenvolvimento para que suas vozes sejam ouvidas cada vez mais no cenário global”.

Os países emergentes estão em franco processo de entrelaçamento através de acordos econômicos, este parece ser o ponto final de um processo iniciado com a formação do grande e poderoso bloco europeu, que tem servido de exemplo e estímulo para os demais países.

O Brasil está desempenhando um papel importante no atual momento político internacional, estando a frente dos BRICS (grupo de economias emergentes que inclui Brasil, México, Índia, África do Sul e China), este grupo tem grande potencial de desenvolvimento econômico e está mostrando grande desenvoltura nesta época de crise financeira.

O primeiro mundo já atingiu um ponto sem retorno na integração econômica, que tem como seu exemplo bem sucedido a União Européia, agora é a vez dos emergentes formarem seus blocos, a fase final desse intricado planejamento político-econômico será a formação de um governo federativo mundial. Este será o ápice da engenhosidade humana na sua busca por um sistema de governo que traga paz e segurança a todas as nações.

Para alguns soa como ficção, mas a cada dia a realidade prova a veracidade desse plano.


Reblog this post [with Zemanta]

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Tens idéia de quanto controlam tua vida?

 

Tens Idéia de Quanto Controlam a tua Vida?

Klauber Cristofen Pires | 11 Maio 2009

Vês como quase tudo o que era antes facultativo (eras tu quem decidia) agora é “proibido” ou “obrigatório”?

Pode ser que esta seja a primeira vez em que lês um artigo meu ou de outro amigo escritor liberal-conservador, desde o meu blog ou do gentil sítio que o hospeda neste momento. Pode ser também que já nos tenhas lido com certa freqüência, contudo, sem ir além da reflexão. Pois foi especialmente pensando em ti que escrevo as palavras adiante.

Vivemos em um país cujas belezas naturais nos convida diariamente a gozar os prazeres da vida com certa intensidade. Um país tão grande, decerto, nos inspira uma sensação de liberdade que tende a nos colocar em uma certa “zona de conforto”, cuja conseqüência primeira é largarmos para depois certas preocupações tais como a nossa espiritualidade ou, digamos aqui, certos problemas cuja intervenção de nossa parte parece situar-se, no plano da eficácia, em algo muito distante.

Porém, esta “distração”, chamemo-la assim, com coisas que dizem respeito ao nosso futuro e, portanto, ao projeto do que queremos fazer de nossas vidas, a cada dia cede lugar necessariamente a preocupações de curto prazo, até mesmo diárias. Estas preocupações de curto e curtíssimo prazo, porém, quase sempre não fazem parte de nossas escolhas, propriamente, mas das que as fizeram uma horda de burocratas de carteirinha em nosso lugar. Em suma: eles estão conduzindo as nossas vidas; estão vivendo as nossas vidas; estão seqüestrando-as para os seus próprios projetos pessoais.

A cada lei, medida provisória, decreto ou portaria publicada, gradativamente vamos entregando parte de nossas vidas e abdicando dos nossos sonhos para uma meia dúzia que as viva e sonhe em abundância.

Esta sensação de liberdade ainda remanescente em nosso país está com os seus dias contados, pois já falta pouca coisa com que o estado possa pensar em intervir, e fazendo assim, trocar o que tu pensavas em fazer pelo que ELE pensa em fazer.

Distraído e inerte, pensas ainda gozar de liberdade no tanto que te interesse beber um chope no fim de semana. Se este for o teu único projeto de vida, não tenho nada a te dizer. Porém, se queres algo mais dela, começa a raciocinar nos fatos que seguem adiante, e que o estado já toma conta da tua vida e nem te dás conta, por acostumado.

De início, já pensaste sobre qual seria a idade ideal para alguém se aposentar? 65 anos? 70 anos? Pois uma pessoa cônscia de sua liberdade dirá: “- pretendo me aposentar quando eu quiser!” Vês? Ela disse que pretende planejar a sua vida e por meio da poupança e dos investimentos em um plano de previdência privada, ela mesma definirá o dia de parar as atividades para gozar plenamente a vida. Porém, no cenário atual, é o estado quem dita, unilateralmente, quando as pessoas podem se aposentar, praticamente ignorante da expectativa de vida que cada ser humano mais ou menos aproxima para si, de acordo com a sua saúde e a penosidade da profissão que exerce.

Mais: que crime pode cometer alguém que decidiu não ter de escolher quem o vá roubar? Estou falando, claro, das eleições. Porque um cidadão tem de necessariamente ficar proibido de tirar passaporte, prestar concurso público, e até mesmo obter um empréstimo? Lembro-me de uma vez em que um amigo meu, servidor público federal, encontrava-se enfermo e não votou, acarretando-lhe a suspensão do seu salário por ordem do T.R.E., que não computou a sua justificativa. Não é um absurdo?

Olha também pro teu cinto de segurança: o estado te obriga a usá-lo com base numa estatística. É pensando em uma maioria que se salva por tê-lo usado na ocasião do acidente que ele te obriga a usar o cinto, assim como também é desprezando uma minoria que se salva JUSTAMENTE por não tê-lo usado. Não te compete mais julgar por ti próprio sobre a conveniência de usá-lo, de modo que, caso te envolvas em um sinistro, podes muito bem encaixar-te no infeliz grupo dos que TERIAM se salvado, caso não o utilizassem.  Porém, isto não é um problema do estado. Ele não está interessado nem na tua vida, nem na tua liberdade, mas nos custos com a rede pública hospitalar. Tu és propriedade dele!

A todo instante assistes a programas televisivos que te doutrinam a economizar água e eletricidade e a selecionar o lixo. Estes programas tratam a água como se ela fosse petróleo, um recurso não renovável, o que é falso, pois, depois de usada, retorna à natureza. Esta doutrinação de hoje serão as leis e decretos de amanhã. Amanhã bem cedo, diga-se. Porém, nem passa pela tua cabeça que estás a COMPRAR a água que passa pela tua torneira, assim como a eletricidade que passa pelo teu contador e também os serviços de recolhimento de lixo.

Em um ambiente de liberdade plena, isto é, em uma sociedade em que as pessoas adquirissem tais confortos de empresas privadas operando em regime de liberdade de mercado (sem monopólios) as pessoas teriam a consciência de que esta água é sua PROPRIEDADE, assim como CONTRATAM o fornecimento de eletricidade e o recolhimento de lixo. Para estas pessoas, não importa de onde vem a água, a luz ou para onde vai o lixo. Importa-se-lhes, sim, o QUANTO vão PAGAR por estes bens! Pois, tanto quanto mais raros, mais caros tornar-se-ão, e quanto mais caros, maiores serão os cuidados quanto aos desperdícios, assim como também maiores os incentivos para que os produtores invistam na produção e na oferta destes bens.

Se, por sua vez, o lixo for valioso, que os interessados em busca de lucro os garimpem onde estiver, e isto pode incluir até mesmo pagar aos moradores para que selecionem o lixo e assim facilitem o seu trabalho. Simples assim. Vês como trabalhas de graça para o estado, mesmo pagando caro por serviços de péssima qualidade? Quando eu era criança, muitas vezes ganhei bons trocados vendendo os jornais e garrafas da nossa casa. Agora querem me obrigar a dá-los de graça...bonito...

Pensa então que agora já não podes nem beber nem fumar, porque há restrições, multas e prisões de toda sorte. Pensa também no caso mais grave de entregares o teu filho querido à escola para que ela o eduque não segundo as tuas convicções morais, econômicas e religiosas, mas segundo as do estado.

Vês como quase tudo o que era antes facultativo (eras tu quem decidia) agora é “proibido” ou “obrigatório”?

Até aqui só prestei contas de coisas amenas. Pensa, contudo, que o MST está mais forte do que nunca, invadindo terras, dizimando-as como nuvens de gafanhotos, seqüestrando e matando pessoas, e tudo isto com milhões e milhões pagos por ti. Lembra que os arrozeiros de Roraima – não os despreze pelo só fato de morarem tão longe – não foram desapropriados de suas terras, mas sim EXPROPRIADOS (pois só lhes foi concedida indenização pelas benfeitorias, avaliadas de forma subestimada unilateralmente pelo estado), ou seja, expulsos e banidos como se fossem cães de rua. Imagina que também agora inventaram que qualquer lugar pode ser objeto de EXPROPRIAÇÃO, de CONFISCO, caso meramente se alegue que algum dia descendentes de africanos moraram ali. Toma tenência também de que, daqui a pouco, estará para ser votada uma lei que, se aprovada, vai te botar na cadeia por simplesmente crer que homossexualismo não é bom.

Assustado? Pois, paremos por aqui, por hora. A lista é interminável.

Pois, por favor, toma um comportamento sério. O rumo para o qual estamos seguindo não sofrerá alteração enquanto te mantiveres silente e isolado. Convida teus amigos e familiares para discutir sobre este estado de coisas. Pega este artigo e o lê para eles. Pega todos os artigos que tens encontrado no site em que viste este artigo e o lê e discute semanalmente. A primeiríssima coisa que todos temos a fazer é nos darmos conta de que estamos todos juntos no mesmo barco, e que precisamos nos apoiar para uma mudança de senso comum. Com o tempo, cada grupo irá encontrar coragem, apoio e criatividade para executar ações que ponham um basta a tantos desmandos.

Por ocasião do contra-golpe militar de 1964, a população já exercia um florido protagonismo anticomunista. Principalmente as mulheres, unidas em torno das igrejas e templos, (e naquele tempo, por serem na maioria donas de casa, possuíam mais tempo para se reunirem e agirem), cumpriram um importante papel para o salvamento da nação, de modo que a intervenção militar pôde ser possível, graças à aprovação popular maciça.

Pois, necessitamos retomar este espírito de congraçamento. Perde a vergonha, a timidez e arranja já um encontro de amigos para este fim de semana. Aproveita para entrar em contato comigo, contando dos sucessos. Conto contigo!
   

fonte:www.midiasemmascara.org.br

    
  





Powered by ScribeFire.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Barack Obama e os terroristas palestinos.

@HEZBOLLAH&HAMAS-SoldiersImage by MATEUS_27:24&25 via Flickr

Obama Assina Determinação Presidencial Permitindo Palestinos Leais ao Hamas Reassentarem-se nos EUA.
Aqui está ainda outra ação unilateral tomada pelo novo Presidente dos EUA, para que devamos depender da informação de amigos a descobrir.  Surpreendo-me como o bloco "Judaico" dos eleitores Democratas agora se sentem acerca de sua escolha para Presidente.

Esforce-se e diga ao povo Americano que Obama não tenha laços com o mundo terrorista Islâmico.   Obama financia 20 Milhões de dólares de impostos pagos para emigrar Refugiados do Hamas para os EUA
 
Esta é a notícia que não está nas manchetes...
 
Através de ordem executiva, o Presidente Barack Obama tem ordenado a despesa de 20 Milhões e 300 mil dólares em assistência para emigração dos refugiados Palestinos e vítimas do conflito em Gaza. A "determinação presidencial" que permite centenas de milhares de Palestinos com ligações com o Hamas para reassentarem-se nos Estados Unidos foi assinado em 27 de Janeiro e apareceu no Registro Federal em 4 de Fevereiro. 
 
Poucos na Colina do Capitólio tomaram nota que a ordem provê um tíquete livre repleto de permissões habitacionais e alimentares para indivíduos que têm exibido seu suporte esmagador ao Movimento de Resistência Islâmica (Hamas) na eleição parlamentar de Janeiro de 2006. 
 
Um revisão das mais recentes ações de Barack Obama desde que ele foi empossado: 
Sua primeira convocação a qualquer cabeça de Estado como presidente foi para Mahmoud Abbas, líder do Partido Fatah no território Palestino.  Sua primeira entrevista homem a homem com qualquer organização de notícias foi com a televisão Al Arabia. Ele ordernou o fechamento da Baía de  Guantánamo e todos os julgamentos militares de detentos pararam.  Ele ordernou que todas os centros de interrogatórios além-mar da CIA fechassem.  ele retirou todas as acusações contra os gênios por trás do USS Cole e do 11 de Setembro. Agora saibamos que ele está permitindo centenas de milhares de refugiados Palestinos a mudarem-se e viverem nos EUA às custas do contribuinte Americano.
Para verificar por você mesmo: www.thefederalregister.com/d.p/2009-02-04-E9-2488
 
Nota: A troco de que o presidente americano dá passe livre para terroristas entrarem nos Estados Unidos?
Não há explicação plausível para tal atitude.




Reblog this post [with Zemanta]

sábado, 16 de maio de 2009

Quem vigia os vigilantes?

LONDON, ENGLAND - MARCH 25: In this photo illu...Image by Getty Images via Daylife

    Não sei se você percebeu, mas a liberdade de expressão na Internet
está sendo ameaçada ao redor do mundo por Governos e grandes
corporações que procuram implantar uma censura absurda ao direito
básico de nos comunicarmos. O Projeto de Lei de cibercrimes do Sen.
Azeredo,  que atualmente tramita na Câmara de Deputados, transforma a
Internet como nós conhecemos em uma verdadeira terra de ninguém, onde
todo mundo é considerado culpado até que prove o contrário.

Aconteceu ontem na frente da Assembléia Legislativa de São Paulo um
protesto público contra as emendas à lei de cibercrimes que se
aprovadas como estão pelos deputados, vão servir para na prática
criminalizar o uso comum da Internet. Se o texto for aprovado como
está, vai acabar com as redes P2P, tirar do ar as redes abertas como as
que já existem em várias comunidades, e ainda dar uma sobrevida ao
nefasto DRM. Os provedores passam a ser considerados cúmplices de
qualquer crimes cometidos nas suas redes, e passam a exercer o papel de
fiscalizadores de tudo que os seus usuários fazem na Internet.

Aconteceu ontem na frente da Assembléia Legislativa de São Paulo um
protesto público contra as emendas à lei de cibercrimes que se
aprovadas como estão pelos deputados, vão servir para na prática
criminalizar o uso comum da Internet. Se o texto for aprovado como
está, vai acabar com as redes P2P, tirar do ar as redes abertas como as
que já existem em várias comunidades, e ainda dar uma sobrevida ao
nefasto DRM. Os provedores passam a ser considerados cúmplices de
qualquer crimes cometidos nas suas redes, e passam a exercer o papel de
fiscalizadores de tudo que os seus usuários fazem na Internet.

 Via Mario Amaya.

Nota: Já divulgamos como na Inglaterra o cerco está sobre as redes sociais, como Facebook, com a desculpa de guerra ao terrorismo e mais recentemente saiu uma notícia de que está sendo realizado um projeto para bisbilhotar as atividades na internet, chegando até a vasculhar os e-mails.
No Brasil não é diferente, com a desculpa de impedir crimes cibernéticos, criminaliza-se a própria internet.
Isso é uma tendência para o futuro, a liberdade de expressão e de obtenção de imformações é um empecilho aos planos da Nova Ordem Mundial.  


Reblog this post [with Zemanta]

quarta-feira, 13 de maio de 2009

O G - 20 move o mundo um passo mais próximo de uma moeda global.

G-20 High TropicalImage by Antonio Carlos Castejón via Flickr

O G - 20 move o mundo um passo mais próximo de uma moeda global.
 

Este é o título da matéria de cobertura da reunião de cúpula do G - 20 este ano em Londres do jornalista do periódico inglês Telegraph Ambrose Evans-Pritchard.

O jornalista destaca que o ponto 19 do comunicado distribuído pelos líderes do G - 20 presentes na reunião de cúpula equivale a uma revolução na ordem financeira internacional.

No comunicado é dito que "nós concordamos em apoiar uma alocação geral de SDR que injetará 250 bilhões de dólares (170 bilhões de euros) na economia mundial e aumentará a liquidez global".

Mas o que são SDR's? Evans-Pritchard explica que SDR's são Direitos Especiais de Retirada, na sigla em inglês. SDR é um papel moeda sintético distribuído pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), que estava adormecido há quase meio século. Na verdade os líderes do G - 20 ativaram o poder do FMI criar dinheiro e começar um "afrouxamento quantitativo global".

Fazendo isso eles estão pondo de fato uma moeda global em jogo. Essa moeda está fora do controle de qualquer corpo soberano (banco central nacional).

Pritchard-Evans reconhece o potencial de tal iniciativa quando diz que "os teóricos da conspiração vão adorar isso". O que não deixa de ser verdade, uma vez que é bastante conhecido o fato de que um dos propósitos da Nova Ordem Mundial é haja uma moeda mundial.

Outro ponto de destaque na matéria é que  o G - 20 beneficiou bastante o FMI, que teve os fundos de luta contra a crise triplicados da noite para o dia, passando para 750 bilhões de dólares.

A matéria diz que agora há uma moeda mundial em espera. Essa moeda evoluirá com o tempo para um estacionamento de holdings de bancos centrais estrangeiros, liderados pelo banco do povo da China.

Leia a matéria completa em inglês em http://www.telegraph.co.uk/finance/comment/ambroseevans_pritchard

Nota: Em um post anterior já analisamos como a crise financeira estava pavimentando o caminho para a economia fascista da Nova Ordem Mundial.

Também analisamos que o FMI assumiria um papel cada vez mais importante, vários líderes fizeram comentários nesse sentido, inclusive o presidente Lula.

Essa matéria mostra como o projeto de estabelecer um Governo Mundial através da Nova Ordem Mundial está avançado. A cada dia as "teorias da conspiração", antes tão desacreditadas, estão sendo confirmadas.    




Powered by ScribeFire.



Reblog this post [with Zemanta]

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Reino Unido quer controlar E-mails de cidadaos

WOW - Vint Cerf in Buenos Aires (Internet's Da...Image by TheAlieness GiselaGiardino²³ via Flickr

Reino Unido quer controlar e-mails dos cidadãos

04/05/09


Para controlar as mensagens enviadas pela internet, o governo do Reino Unido pode desenvolver uma tecnologia que permita o monitoramento dessa ferramenta.

Segundo informações do jornal "The Sunday Times", publicadas neste domingo (03), o Centro de Comunicações do governo pretende supervisionar todos os emails, acessos à web, atividades realizadas em redes sociais e ainda os contatos telefônicos.

O plano, segundo a publicação, seria utilizar várias "caixas-pretas", instaladas secretamente na infraestrutura de comunicações. Jacqui Smith, ministra do Interior britânica, anunciou na semana passada que o plano do governo para criar uma base de dados única não será finalizado, apesar do investimento maciço de mais de 1 bilhão de euros.

Segundo Shami Chakrabarti, diretora da organização de defesa dos direitos humanos, o anúncio da ministra é uma “cortina de fumaça”. "Fomos contra a base de dados 'Big Brother', porque permitia ao Estado ter acesso diretamente às comunicações de todos os cidadãos. Mas, com esta rede de caixas-pretas, pretende-se conseguir o mesmo, mas pela porta traseira".

O governo já teria um contrato com o Lockheed Martin, gigante americano do setor da defesa, no valor de 224 milhões de euros, segundos fontes citadas pelo "The Sunday Times". Outro contrato foi assinado com a Detica, uma empresa britânica de tecnologia da informação, que teria relações com a espionagem no Reino Unido.

Dessa forma, Iain Lobban, diretor do Centro de Comunicações do governo, já estaria supervisionando a construção de um complexo no interior desse quartel-general, localizado próximo a Cheltenham, no condado de Gloucestershire.

Com informações da EFE

Nota: Em outro post falamos da vigilancia sobre as redes sociais, agora sobre os e-mails, isso e so o inicio.



Uma imagem vale mais do que 1000 palavras - 3



Powered by ScribeFire.





Reblog this post [with Zemanta]

As 4 fases do Projeto Blue Beam